Governo demite coordenadora do Inpe que chefiava monitoramento da devastação da Amazônia

O governo Bolsonaro demitiu a coordenadora-geral de Observação da Terra do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Lúbia Vinha. O núcleo é responsável pelos sistemas de monitoramento de desmatamento na Amazônia

Amazônia bate recorde diz Inpe em desmatamento no mês de junho.
Amazônia bate recorde diz Inpe em desmatamento no mês de junho. (Foto: Vinícius Mendonça/Ibama)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Com o aumento da devastação da Amazônia, novos focos de tensão entre governo e Inpe se alastram. A exoneração da coordenadora-geral da Observação da Terra, Lúbia Vinhas, foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (13).

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo informa que “Lúbia é formada em ciência da computação pela Universidade Federal de São Carlos e tem mestrado e doutorado pelo Inpe. Segundo a Plataforma Lattes, ela é pesquisadora do instituto desde 1997 e já chefiou a Divisão de Processamento de Imagens.”

A matéria ainda acrescenta que “no final da tarde desta segunda, o Inpe divulgou nota em que afirma passar por um processo de "reestruturação" para "buscar sinergias e otimizar os recursos humanos e de infraestrutura do instituto para um funcionamento mais eficiente". O órgão também afirma que o monitoramento da Amazônia continuará ocorrendo de forma técnica.”

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email