HOME > Brasil

Governo Lula pode passar controle dos CACs do Exército para a Polícia Federal

Projeto desenhado sob a liderança do advogado Marco Aurélio de Carvalho já foi apresentado a Lula e Flávio Dino: "o Exército falhou na fiscalização dos CACs"

(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A equipe do presidente diplomado, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sugere que a o controle dos CACs (Colecionadores, Atiradores Desportivos e Caçadores) deixe de ser feito pelo Exército e passe a ser desempenhado pela Polícia Federal, informa a Folha de S. Paulo

Atualmente, é do Exército brasileiro a responsabilidade pela concessão de registro e pela autorização para aquisição de armas pelos CACs.

O plano da equipe do novo governo é registrar as armas no Sinarm (Sistema Nacional de Armas), base de dados da PF. As informações sobre armas de uso restrito seriam ainda compartilhadas com o Exército, além de constarem no Sigma (Sistema de Gerenciamento Militar de Armas), usado pelos militares.

O projeto foi divulgado pelo advogado Marco Aurélio de Carvalho, um dos coordenadores do grupo de Justiça e Segurança Pública da transição e que liderou a discussão sobre armas. "Não temos a menor dúvida de que, durante o governo Bolsonaro, o Exército falhou na fiscalização dos CACs. Talvez até por deliberação do presidente", disse. Carvalho acredita que a PF está melhor estruturada para fazer o controle dos CACs.

O advogado afirmou que a proposta já foi encaminhada a Lula e ao futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB). Se acatada, a ideia deverá entrar no "revogaço" de normas pró-armas criadas por Bolsonaro.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: