Governo ordena que Ibama não responda pedidos da imprensa

O governo Bolsonaro ordenou que o Ibama não responda a pedidos da imprensa, reforçando a impressão de que há um movimento de ataque a proteções ambientais longe dos olhos do público; Bolsonaro se comprometeu na campanha a conter as multas ambientais, a ferramenta básica do  Ibama para controlar desmatamentos e crimes ambientais

Governo ordena que Ibama não responda pedidos da imprensa
Governo ordena que Ibama não responda pedidos da imprensa (Foto: Vinícius Mendonça/Ibama)

247 - O governo Bolsonaro ordenou que o Ibama não responda a pedidos da imprensa, reforçando a impressão de que há um movimento de ataque a proteções ambientais longe dos olhos do público. Bolsonaro se comprometeu na campanha a conter as multas ambientais, a ferramenta básica do  Ibama para controlar desmatamentos e crimes ambientais.

A reportagem do portal Terra destaca que "ativistas e organizações não-governamentais temem que os movimentos causem desmatamento e outras destruições ambientais. O Ibama disse em comunicado que não pode mais responder às perguntas da imprensa. 'Por orientação do Ministério do Meio Ambiente (MMA), demandas de imprensa relacionadas à atuação do Ibama devem ser direcionadas à assessoria de comunicação do MMA', informou a assessoria de imprensa do Ibama."

Segundo a matéria, "o chefe de comunicações da agência foi forçado a sair após semanas resistindo à ordem do ministério de redirecionar questionamentos da imprensa, segundo uma fonte a par do assunto. Questionado sobre o tema, o Ministério do Meio Ambiente afirmou em nota que 'a atuação coordenada dos trabalhos de assessoramento de comunicação e acompanhamento parlamentar proporcionará maior eficiência e coesão entre os órgãos que compõem o sistema ambiental'."

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247