Grupo portuário doou a Temer fora do período eleitoral

Alvo da Operação Skala, o grupo Libra, do setor portuário, doou R$ 1,45 milhão ao MDB de Michel Temer em 2013, ano em que não ocorreram eleições

São Paulo - Presidente Michel Temer participa da abertura da 18ª Conferência Anual Santander (Beto Barata/PR)
São Paulo - Presidente Michel Temer participa da abertura da 18ª Conferência Anual Santander (Beto Barata/PR) (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Alvo da Operação Skala, o grupo Libra, do setor portuário, doou R$ 1,45 milhão ao MDB de Michel Temer em 2013, ano em que não ocorreram eleições, segundo informam Murillo Camarotto e Raphael Di Cunto, no Valor:

Investigado pela “Operação Skala”, que apura um esquema de pagamento de propina no setor portuário, o grupo Libra fez doações ao MDB até em anos em que não houve eleição. Em dezembro de 2013, a empresa de terminais deu R$ 1,45 milhão ao partido, então presidido por Michel Temer. Se não houve processo eleitoral, foi naquele ano que foi sancionada a nova Lei dos Portos.

Na época das discussões sobre a nova legislação do setor, o grupo Libra era visto como um dos principais beneficiados pelas mudanças, que ampliaram as possibilidades de prorrogação dos contratos de arrendamento. O relator do projeto que viria a ser aprovado foi o senador Eduardo Braga (MDB-AM). Procurada, a direção do MDB não explicou a motivação da doação atemporal e nem onde o dinheiro foi aplicado.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247