Gurgel quer firmeza em recursos do mensalão

Procurador-geral da República disse ainda que "o julgamento [da Ação Penal 470] é um exemplo de observância rigorosíssima a todos os postulados da ampla defesa, do devido processos legal, do resguardo absoluto aos direitos dos réus"; "Não vejo absolutamente nada que pudesse ser objeto de censura por qualquer corte internacional", comentou Roberto Gurgel

Gurgel quer firmeza em recursos do mensalão
Gurgel quer firmeza em recursos do mensalão
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, disse, nesta segunda-feira 22, que o Supremo Tribunal Federal deve ter "firmeza" ao julgar os possíveis recursos protelatórios dos 25 condenados do julgamento da Ação penal 470.  Gurgel disse ainda que espera que as penas comecem a ser aplicadas após a conclusão dos primeiros recursos das defesas.

Começa nesta terça-feira o prazo de dez dias para os recursos dos advogados, que vão questionar eventuais contradições ou omissões nos votos dos ministros. "O Supremo Tribunal Federal certamente terá uma posição de muita firmeza em relação a eventuais recursos protelatórios", disse Gurgel. "Tão logo concluído o julgamento desses [primeiros recursos], caberá dar efetividade à decisão do Supremo, com todas as consequências decorrentes", completou.

Para o procurador-geral, não há espaço para embargos infringentes -- no caso de condenações com placares apertados, os réus pedirão uma nova análise dos casos. Ainda segundo Gurgel, não há justificativa para réus questionarem o julgamento em cortes internacionais.

"O julgamento é um exemplo de observância rigorosíssima a todos os postulados da ampla defesa, do devido processos legal, do resguardo absoluto aos direitos dos réus. Não vejo absolutamente nada que pudesse ser objeto de censura por qualquer corte internacional", disse.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247