Gustavo Mendes diz que sofreu tentativa de censura: "vieram para me intimidar"

Gustavo classificou o evento como uma tentativa de censura. "Não vou aceitar essa tentativa de intimidação, principalmente de gente que se articulou para isso. Eles querem me intimidar e censurar", disse o ator

(Foto: Foto: Divulgação)

247 - O ator e humorista Gustavo Mendes, que se notabilizou pela imitição da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), gravou um vídeo falando sobre a confusão acontecida no seu show da última sexta-feira (30), em Teófilo Otoni (MG). Um grupo de pessoas não gostou das críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) e começou a discutir com o humorista. 

Gustavo classificou o evento como uma tentativa de censura. "Não vou aceitar essa tentiva de intimidação, principalmente de gente que se articulou para isso. Eles querem me intimidar e censurar", disse o ator.

Para ele, as pessoas que protestaram contra as piadas sabiam de suas posicoes políticas  antecipadamente. "Você pode me acusar de tudo, menos de incoerencia, o problema daquelas pessoas não as piadas politicas. O humor é sempre oposição, esse é o papel do artista, principalmente do comendiante, e principalmente sobre os poderosos", continou.

"Onde estavam estas pessoas quando eu debochava da Dilma, do Temer? Onde está o Brasil melhor que foi prometido? É violência, corrupção, desemprego, nepotismo, tudo continua e piora porque o presidente está mais preocupado em causar polêmica do que em governar. Os bolsonaristas deveriam se preocupar mais em avaliar o governo que elegeram do que com quem critica seus erros", finaliza.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247