Há 1 ano, Bolsonaro ignorava pibinho e pandemia colocando humorista Carioca em coletiva

Em 4 de março de 2020, Brasil registrava crescimento pífio de 1,1% e o coronavírus começava a entrar no território nacional. Hoje, um ano depois, o PIB tomba 4,1% e a pandemia faz mais de 1.900 vítimas em um só dia

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - No dia 4 de março de 2020 o Brasil tinha 3 casos confirmados de Covid-19 e o vírus já estava infectando e matando milhares na Ásia, Estados Unidos e Europa. Dias depois, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou oficialmente que a crise do coronavírus se tratava de uma pandemia mundial e as primeiras mortes começavam a ser registradas no Brasil.

Neste dia, além do alarme do coronavírus já ter sido ligado pela imprensa e cientistas brasileiros, havia sido divulgada a notícia de que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil de 2019 apresentou crescimento pífio de apenas 1,1%.

Ignorando o coronavírus e também a notícia sobre o péssimo desempenho econômico brasileiro, Jair Bolsonaro usou o humorista Márvio Lúcio, o Carioca, de “bobo da corte”, e o colocou para “responder” a perguntas da imprensa e distribuir bananas aos jornalistas em uma coletiva no Palácio da Alvorada.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email