Haddad: mídia não condena fascistas e suas bandeiras contra democracia

O ex-prefeito de São Paulo e ex-candidato a presidente, Fernando Haddad (PT-SP), criticou o tom que a grande mídia usou na cobertura dos atos em defesa de Jair Bolsonaro, ocorridos neste domingo (26); em sua visão, o elemento fascista do ato foi encoberto pela imprensa; "O que preocupa é que os grandes grupos de comunicação não emitiram sinais inequívocos de compromisso com a democracia", disse ele 

Haddad: mídia não condena fascistas e suas bandeiras contra democracia
Haddad: mídia não condena fascistas e suas bandeiras contra democracia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-prefeito de São Paulo e ex-candidato a presidente, Fernando Haddad (PT-SP), criticou o tom que a grande mídia usou na cobertura dos atos em defesa de Jair Bolsonaro, ocorridos neste domingo (26). Em sua visão, o elemento fascista do ato foi encoberto pela imprensa. "O que preocupa é que os grandes grupos de comunicação não emitiram sinais inequívocos de compromisso com a democracia", disse ele. 

 

Haddad completou sua análise chamando a consciência dos setores progressistas: "Que trabalhadores e estudantes saibamos fazer a leitura deste momento crucial da nossa história. #30". 

Ainda comentando sobre as manifestações, Haddad replicou em sua página do Twitter uma postagem do Portal Sensacionalista, página que usa do humor para comentar os principais fatos políticos do País. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email