Ibama executou apenas 19% de recursos para contenção e prevenção de incêndios florestais

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) gastou apenas 19% de seus recursos previstos para prevenção e controle de incêndios florestais em 2020, mesmo diante de queimadas recordes da Amazônia e do Pantanal

(Foto: Bruno Kelly/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) gastou apenas 19% de seus recursos para prevenção e controle de incêndios florestais até o dia 30 de julho deste ano, mesmo com o registro de queimadas recordes da Amazônia e do Pantanal. A lei orçamentária de 2020 destinou R$ 35,5 milhões para que o instituto tomasse medidas para conter o avanço do fogo em ecossistemas, mas apenas R$ 6,8 milhões do montante foram investidos. A informação é do jornal O Globo.

O valor é bastante inferior ao registrado na série histórica. Em 2016, o Ibama gastou 90,1% dos R$ 43.890.752 previstos para o combate às queimadas em áreas federais. Em 2017, foram 49,6% dos R$ 42.445.604 fixados pela LOA (Lei Orçamentária Anual); 54,4% de R$ 52.301.296 em 2018; e 85,5% dos R$ 44.547.828 previstos em 2019, acrescenta a reportagem. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247