Janaína Paschoal lembra que Bolsonaro mudou de partido oito vezes: 'só troca de problema'

"Ficar, ou não, em um partido é uma decisão muito pessoal. Como defensora das candidaturas independentes de partidos, eu compreendo o desconforto do presidente. Por outro lado, pondero que o presidente vem, já há um bom tempo, trocando de partidos sucessivamente", lembrou a deputada estudual Janaína Paschoal (PSL-SP)

(Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

247 - A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) comentou a possível saída de Jair Bolsonaro da sigla, afirmando que trocar de partido é apenas trocar de problema. A deputada lembrou que Bolsonaro troca sucessivamente de legenda.

"Ficar, ou não, em um partido é uma decisão muito pessoal. Como defensora das candidaturas independentes de partidos, eu compreendo o desconforto do presidente. Por outro lado, pondero que o presidente vem, já há um bom tempo, trocando de partidos sucessivamente", lembrou Janaina.

 De fato, o PSL foi a oitava legenda de Bolsonaro desde que ingressou na vida política, em 1988. Em 1988 a 1993 foi do PDC; de 1993 a 1995 ingressou no PPR; depois foi para o PPB, permanecendo até 2003; saíu para o PTB, onde permaneceu até 2005, saindo para ingressar no PFL; deixou a legenda para ir para o PP; depois saiu para ir para o PSC, sigla que deixou para ir para o PSL, em 2018.

Em nota à Folha, a deputada disse que "trocar de partido só implica trocar de problema". "Sair é um direito dele. Mas, em pouco tempo, ele estará infeliz no próximo. Não é uma praga, é só uma constatação", afirmou a deputada.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247