Joesley diz à PF que fez gesto de propina a Temer

Em depoimento à Polícia Federal, prestado nesta quinta-feira 15, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, que está preso, afirmou que, no dia 07 de marco de 2017, quando gravou Michel Temer, “sinalizou com os dedos”, como se questionasse a quem deveria pagar propinas. Foi então que Temer indicou Rodrigo Rocha Loures, seu homem da mala, que foi flagrado com uma mala com R$ 500 mil; Joesley completa que "a partir de então, passou a tratar e conversar com Rocha Loures como se esse, de fato, fosse verdadeiro preposto e intermediário nos assuntos de interesse Michel Temer"

temer
joesley
temer joesley (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Em depoimento à Polícia Federal, prestado nesta quinta-feira 15, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, que está preso, afirmou que, no dia 07 de marco de 2017, quando gravou Michel Temer, “sinalizou com os dedos”, como se questionasse a quem deveria pagar propinas. Foi então que Temer indicou Rodrigo Rocha Loures, seu homem da mala, que foi flagrado com uma mala com R$ 500 mil.

Joesley disse à PF que "questionou Temer de maneira enfática: posso tratar todos os assuntos com Rocha Loures? Ocasião que, simultaneamente o depoente demonstrou gestualmente ao presidente uma sinalização de dinheiro com os dedos; que o presidente Michel Temer também enfaticamente respondeu dizendo que poderia tratar de tudo com Rocha Loures e que 'Loures é da minha mais estrita confiança'".

No depoimento Joesley completa que "a partir de então, passou a tratar e conversar com Rocha Loures como se esse, de fato, fosse verdadeiro preposto e intermediário nos assuntos de interesse Michel Temer".

As informações são de Camila Bonfim e Marcelo Parreira e foram publicada no G1.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247