Juízes para a Democracia exigem responsabilização civil, administrativa e criminal de Alvim

"A AJD repudia o pronunciamento feito pelo Secretário de Cultura. Além disso, exige que as instituições responsáveis pela garantia da democracia promovam a responsabilização civil, administrativa e criminal de Roberto Alvim", diz a nota divulgada nesta sexta-feira pela AJD

Roberto Alvim
Roberto Alvim (Foto: Divulgação)

247 - A Associação de Juízes Para a Democracia (AJD) divulgou nesta sexta-feira (17) uma nota de repúdio ao vídeo protagonizado pelo ex-secretario da Cultura Roberto Alvim no qual Joseph Goebbels, ideólogo nazista, é utilizado como base para o discurso.

A AJD cobra responsabilização civil, administrativa e criminal de Alvim.

Leia a nota na íntegra:

"O pronunciamento oficial de um Secretário de Estado, reproduzindo, em forma e conteúdo, a política de propaganda de um regime totalitário, mundialmente repudiado pelos prejuízos causados à humanidade, é inaceitável.

A ação da Presidência da República, demitindo o referido secretário, constitui, no máximo, um sinal contraditório de um governo, cujas ações flertam continuamente com políticas totalitárias como o extermínio de populações periféricas e indígenas; intolerância com a população LGBT; censura do pensamento de oposição e destruição do ambiente.

A AJD repudia o pronunciamento feito pelo Secretário de Cultura e bem assim a política que vem sendo feita pelo atual governo. Além disso, exige que as instituições responsáveis pela garantia da democracia promovam a responsabilização civil, administrativa e criminal de Roberto Alvim".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247