Justiça decreta prisão de bolsonarista que agrediu mesária no Pará

Um apoiador de Jair Bolsonaro foi preso neste domingo, 28, após causar tumulto tumulto na seção eleitoral e empurrar uma mesária que tentou impedi-lo de registrar o voto em um colégio eleitoral no bairro do Tenoné, em Belém; imagens divulgadas mostram uma tela da urna com o número 17 digitado e a mensagem de nulo. O eleitor achou ser uma fraude no processo eleitoral. Ele ainda filma outros eleitores na fila e diz que "estão falsificando as urnas, 17 está aparecendo nulo". Isso ocorre porque, no Pará, não há candidato para governador com o número 17

Justiça decreta prisão de bolsonarista que agrediu mesária no Pará
Justiça decreta prisão de bolsonarista que agrediu mesária no Pará
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Um apoiador de Jair Bolsonaro foi preso neste domingo, 28, após causar tumulto tumulto na seção eleitoral e empurrar uma mesária que tentou impedi-lo de registrar o voto em um colégio eleitoral no bairro do Tenoné, em Belém.

Imagens divulgadas mostram uma tela da urna com o número 17 digitado e a mensagem de nulo. O eleitor achou ser uma fraude no processo eleitoral. Ele ainda filma outros eleitores na fila e diz que "estão falsificando as urnas, 17 está aparecendo nulo". Isso ocorre porque, no Pará, não há candidato para governador com o número 17.

A juíza da 97ª Zona Eleitoral, Ana Patrícia Mendes, determinou a busca do eleitor para que ele seja autuado em flagrante. O TRE informou ainda que, caso a prisão não seja realizada em 24 horas, um inquérito será instaurado com as informações dos acontecimentos que foram registrados em ata.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247