Kennedy: sem condução coercitiva poderá haver abuso de prisões temporárias

"O ministro Gilmar Mendes ganhou hoje uma batalha importante da Lava Jato", diz o jornalista Kennedy Alencar em referência ao STF ter considerado inconstitucional o uso da chamada condução coercitiva; "A Lava Jato perdeu essa batalha porque abusou das conduções coercitivas", ressalta

"O ministro Gilmar Mendes ganhou hoje uma batalha importante da Lava Jato", diz o jornalista Kennedy Alencar em referência ao STF ter considerado inconstitucional o uso da chamada condução coercitiva; "A Lava Jato perdeu essa batalha porque abusou das conduções coercitivas", ressalta
"O ministro Gilmar Mendes ganhou hoje uma batalha importante da Lava Jato", diz o jornalista Kennedy Alencar em referência ao STF ter considerado inconstitucional o uso da chamada condução coercitiva; "A Lava Jato perdeu essa batalha porque abusou das conduções coercitivas", ressalta (Foto: Paulo Emílio)

247 - "O ministro Gilmar Mendes ganhou hoje uma batalha importante da Lava Jato", escreve Kennedy Alencar em seu blog. "O Supremo Tribunal Federal decidiu por 6 a 5 que as conduções coercitivas de acusados e investigados são inconstitucionais por ferir garantias e direitos individuais. Só testemunha poderá ser conduzida a depor. Gilmar Mendes já havia proibido as conduções coercitivas por decisão liminar, mas agora ganhou o jogo no plenário do Supremo. O risco é haver abusos de prisões temporárias. A Lava Jato perdeu essa batalha porque abusou das conduções coercitivas".

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247