Legado de Lula, maior sistema de saúde do mundo está sob ameaça

Matéria da jornalista Cláudia Collucci, da Folha de S. Paulo, mostra que o maior sistema de saúde do mundo está sob a ameaça do subfinanciamento, o que prejudica sua manutenção e compromete sua expansão; a reportagem afirma que o SUS é reconhecido pela OMS como o maior sistema gratuito e universal do mundo, que atende 7 entre 10 brasileiros, que garante 98% da imunização por vacinas e também o maior sistema de transplantes de órgão do mundo – de maneira gratuita e universal

Matéria da jornalista Cláudia Collucci, da Folha de S. Paulo, mostra que o maior sistema de saúde do mundo está sob a ameaça do subfinanciamento, o que prejudica sua manutenção e compromete sua expansão; a reportagem afirma que o SUS é reconhecido pela OMS como o maior sistema gratuito e universal do mundo, que atende 7 entre 10 brasileiros, que garante 98% da imunização por vacinas e também o maior sistema de transplantes de órgão do mundo – de maneira gratuita e universal
Matéria da jornalista Cláudia Collucci, da Folha de S. Paulo, mostra que o maior sistema de saúde do mundo está sob a ameaça do subfinanciamento, o que prejudica sua manutenção e compromete sua expansão; a reportagem afirma que o SUS é reconhecido pela OMS como o maior sistema gratuito e universal do mundo, que atende 7 entre 10 brasileiros, que garante 98% da imunização por vacinas e também o maior sistema de transplantes de órgão do mundo – de maneira gratuita e universal (Foto: Gustavo Conde)

247 - Matéria da jornalista Cláudia Collucci, da Folha de S. Paulo, mostra que o maior sistema de saúde do mundo está sob a ameaça do subfinanciamento, o que prejudica sua manutenção e compromete sua expansão. A reportagem afirma que o SUS é reconhecido pela OMS como o maior sistema gratuito e universal do mundo, que atende 7 entre 10 brasileiros, que garante 98% da imunização por vacinas e também o maior sistema de transplantes de órgão do mundo – de maneira gratuita e universal.

Especialistas dizem que a cobertura de 100% da saúde seria muito positiva para o país, porque racionalizaria a formação de novos profissionais e o uso de equipamentos. Nos últimos 2 anos, mais de um milhão de famílias deixaram os planos de saúde e ingressaram no sistema único, o que sobrecarrega ainda mais atendimentos e agendamentos.

A situação do SUS deve piorar consideravelmente com a emenda 95, de 2016, que estabelece teto de gastos com saúde, educação e assistência social por 20 anos.

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247