Lindbergh quer julgamento do impeachment durante as Olimpíadas

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) defendeu nesta segunda (4) que a defesa da presidente Dilma Rousseff encurte o prazo para apresentação das suas alegações finais para fazer com que o julgamento final do impeachment ocorra durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro; "Vou defender internamente que a defesa abra mão de uma semana para que nós votemos ainda na Olimpíada, porque eles estão querendo é fugir aqui do impacto internacional, porque todo mundo está tratando disso que está acontecendo no Brasil como um golpe, um golpe parlamentar. A repercussão no mundo inteiro é essa. E agora eles não querem misturar com a Olimpíada", afirmou

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) defendeu nesta segunda (4) que a defesa da presidente Dilma Rousseff encurte o prazo para apresentação das suas alegações finais para fazer com que o julgamento final do impeachment ocorra durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro; "Vou defender internamente que a defesa abra mão de uma semana para que nós votemos ainda na Olimpíada, porque eles estão querendo é fugir aqui do impacto internacional, porque todo mundo está tratando disso que está acontecendo no Brasil como um golpe, um golpe parlamentar. A repercussão no mundo inteiro é essa. E agora eles não querem misturar com a Olimpíada", afirmou
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) defendeu nesta segunda (4) que a defesa da presidente Dilma Rousseff encurte o prazo para apresentação das suas alegações finais para fazer com que o julgamento final do impeachment ocorra durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro; "Vou defender internamente que a defesa abra mão de uma semana para que nós votemos ainda na Olimpíada, porque eles estão querendo é fugir aqui do impacto internacional, porque todo mundo está tratando disso que está acontecendo no Brasil como um golpe, um golpe parlamentar. A repercussão no mundo inteiro é essa. E agora eles não querem misturar com a Olimpíada", afirmou (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) defendeu nesta segunda-feira (4) que a defesa da presidente Dilma Rousseff encurte o prazo para apresentação das suas alegações finais para fazer com que o julgamento final do impeachment ocorra durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. 

"Quero anunciar aqui que vou conversar com o ex-ministro José Eduardo Cardozo, porque estão querendo colocar a votação final do processo do impeachment na semana depois do fim da Olimpíada. Eu vou defender internamente que a defesa abra mão de uma semana para que nós votemos ainda na Olimpíada, porque eles estão querendo é fugir aqui do impacto internacional, porque todo mundo está tratando disso que está acontecendo no Brasil como um golpe, um golpe parlamentar. A repercussão no mundo inteiro é essa. E agora eles não querem misturar com a Olimpíada. Eu acho que é importante, sim, que o mundo acompanhe o que está acontecendo que é a desmoralização por conta desse processo de impeachment", afirmou Lindbergh, em discurso na tribuna do Senado.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247