Lula poderá sofrer nova condenação este semestre

Após o STF negar o pedido de habeas corpus impetrado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o petista poderá receber uma nova condenação; próxima decisão contra Lula deverá vir do processo onde ele é acusado de receber um terreno da Odebrecht para a construção da sede do Instituto Lula, além de um apartamento de cobertura vizinho à sua residência, em São Bernardo do Campo (SP); juiz federal Sérgio Moro,deverá abrir em 30 dias o prazo para as alegações finais e a expectativa e que a decisão final aconteça ainda no primeiro semestre

Após o STF negar o pedido de habeas corpus impetrado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o petista poderá receber uma nova condenação; próxima decisão contra Lula deverá vir do processo onde ele é acusado de receber um terreno da Odebrecht para a construção da sede do Instituto Lula, além de um apartamento de cobertura vizinho à sua residência, em São Bernardo do Campo (SP); juiz federal Sérgio Moro,deverá abrir em 30 dias o prazo para as alegações finais e a expectativa e que a decisão final aconteça ainda no primeiro semestre
Após o STF negar o pedido de habeas corpus impetrado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o petista poderá receber uma nova condenação; próxima decisão contra Lula deverá vir do processo onde ele é acusado de receber um terreno da Odebrecht para a construção da sede do Instituto Lula, além de um apartamento de cobertura vizinho à sua residência, em São Bernardo do Campo (SP); juiz federal Sérgio Moro,deverá abrir em 30 dias o prazo para as alegações finais e a expectativa e que a decisão final aconteça ainda no primeiro semestre (Foto: Paulo Emílio)

247 - Após o Supremo Tribunal Federal (STF) negar o pedido de habeas corpus impetrado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o petista poderá receber uma nova condenação. De acordo com a Coluna do Estadão, a próxima decisão contra Lula deverá vir do processo onde ele é acusado de receber um terreno da Odebrecht para a construção da sede do Instituto Lula, além de um apartamento de cobertura vizinho à sua residência, em São Bernardo do Campo (SP).

O juiz federal da 13ª Vara Federal do Paraná, Sérgio Moro, deverá abrir em 30 dias o prazo para as alegações finais das partes do processo. A expectativa e que a decisão final demoro aconteça ainda no primeiro semestre.

Segundo a denúncia contra Lula, os imóveis em questão teriam custado cerca de R$ 12,5 milhões à empreiteira Odebrecht.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247