Lula recebe apoio de mulheres e diz que Dilma ‘foi só o primeiro passo’

Na véspera do Dia Internacional da Mulher, o ex-presidente Lula recebeu nesta terça-feira 7, na sede do Instituto Lula, uma comissão formada por movimentos de mulheres sindicalistas para a entrega de um manifesto de apoio a ele; "Vou continuar influenciando as mulheres para que tenham consciência de que a Dilma foi só o primeiro passo, e que as mulheres podem muito mais", afirmou o petista

Na véspera do Dia Internacional da Mulher, o ex-presidente Lula recebeu nesta terça-feira 7, na sede do Instituto Lula, uma comissão formada por movimentos de mulheres sindicalistas para a entrega de um manifesto de apoio a ele; "Vou continuar influenciando as mulheres para que tenham consciência de que a Dilma foi só o primeiro passo, e que as mulheres podem muito mais", afirmou o petista
Na véspera do Dia Internacional da Mulher, o ex-presidente Lula recebeu nesta terça-feira 7, na sede do Instituto Lula, uma comissão formada por movimentos de mulheres sindicalistas para a entrega de um manifesto de apoio a ele; "Vou continuar influenciando as mulheres para que tenham consciência de que a Dilma foi só o primeiro passo, e que as mulheres podem muito mais", afirmou o petista (Foto: Gisele Federicce)

247 – O ex-presidente Lula recebeu nesta terça-feira 7, véspera do Dia Internacional da Mulher, um manifesto de apoio a ele entregue por uma comissão formada por movimentos de mulheres sindicalistas na sede do Instituto Lula.

O documento, que é em reconhecimento aos avanços das políticas públicas para as mulheres nos últimos 13 anos no Brasil, presta também solidariedade ao ex-presidente pela perseguição política e midiática que vem sendo vítima e pela morte de D. Marisa Letícia.

"Hoje, o agradecimento das mulheres brasileiras é imenso. No seu governo, você teve a sensibilidade de ouvir duas demandas importantes: criar a Secretaria de Política das Mulheres e a Lei Maria da Penha, que foi fundamental para a vida das mulheres", declarou a ex-ministra Eleonora Menicucci, que esteve presente.

Durante o encontro, Lula lembrou das conquistas, da importância do empoderamento feminino e o resultado da luta das mulheres no país. "A medida que a mulher vai ficando independente economicamente, ela vai tomando conta do seu próprio nariz", disse.

O ex-presidente ressaltou que, caso volte à presidência, criará novamente a Secretaria de Políticas para as Mulheres, extinga pelo governo Temer. "O custo é zero diante dos benefícios", comentou. Para ele, é importante que as mulheres tenham maior representatividade na Câmera, no Senado e na liderança dos movimentos sindicais.

"Se tem uma coisa que eu tenho orgulho foi influenciar a sociedade brasileira a acreditar que ela podia ter um presidente que saiu do meio do povo. E vou continuar influenciando as mulheres para que tenham consciência de que a Dilma foi só o primeiro passo, e que as mulheres podem muito mais", afirmou Lula.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247