"Lula tem que cumprir a pena dele", diz Bolsonaro após STF suspender transferência do ex-presidente

Um dia após o STF determinar a suspensão da transferência do ex-presidente Lula de Curitiba, onde é mantido como preso político, para São Paulo, Jair Bolsonaro evitou comentar o caso e limitou-se a dizer que o ex-presidente “tem que cumprir a pena dele”. “Não tenho nada a ver com isso. O Lula tem que cumprir a pena dele. No resto aí, eu não tenho nada, absolutamente nada a ver com isso”, disse

Jair Bolsonaro e Lula
Jair Bolsonaro e Lula (Foto: PR | Ricardo Stuckert)

247 - Um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar a suspensão da transferência de Luiz Inácio Lula da Silva de Curitiba, onde é mantido como preso político, para São Paulo, Jair Bolsonaro evitou comentar o caso e limitou-se a dizer que o ex-presidente “tem que cumprir a pena dele”. 

“Não tenho nada a ver com isso. O Lula tem que cumprir a pena dele. No resto aí, eu não tenho nada, absolutamente nada a ver com isso”, disse Bolsonaro nesta quinta-feira (8).  Ontem à noite, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, havia dito que Bolsonaro evitaria se pronunciar sobre o caso.

Segundo a decisão do STF, Lula deverá permanecer na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, até que a análise do pedido de suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, no julgamento do processo do triplex de Guarujá (SP), seja analisado pela Segunda Turma da Corte. A data para o julgamento sobre a suspeição de Moro, contudo, ainda não foi marcada. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247