Maduro anuncia possibilidade de reabrir fronteira após encontro com Telmário Mota

O senador Telmário Mota (PROS-RR) se reuniu com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro para restabelecer as relações diplomáticas entre os dois países; o governo do país vizinho anunciou que irá reabrir a fronteira com o Brasil; o chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, ainda disse que serão realizadas reuniões de trabalho para definir “as regras do jogo e segurança de ambos os povos”, que possibilitem a reabertura dos postos fronteiriços o mais rápido possível

Maduro anuncia possibilidade de reabrir fronteira após encontro com Telmário Mota
Maduro anuncia possibilidade de reabrir fronteira após encontro com Telmário Mota (Foto: Divulgação)

247 - O senador Telmário Mota (PROS-RR) se reuniu com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, na segunda-feira (15), para restabelecer as relações diplomáticas, comerciais, culturais e sociais entre os dois países. O governo Maduro anunciou por meio do ministro de Relações Exteriores, Jorge Arreaza, que irá reabrir a fronteira com o Brasil, bloqueada desde o dia 21 de fevereiro.

“Talvez, poucos saibam o quão profundas eram as relações comerciais, energéticas e culturais de Roraima com a Venezuela. Nossos agricultores utilizam insumos vindos do país vizinho, o comércio de Pacaraima hoje está às moscas por conta do fechamento da fronteira, além disso temos o trânsito constante de estudantes entre os países. Quem mais sofre com o fechamento da fronteira é o meu estado”, destacou Telmário, presidente da Subcomissão Temporária sobre a Venezuela, que funciona no âmbito da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). 

A fronteira foi fechada com a tentativa dos Estados Unidos de emplacar a chamada ajuda humanitária à Venezuela, uma tentativa de intervir no País por causa de suas grandes reservas de petróleo. O governo Jair Bolsonaro apoiou a iniciativa.

“Como senador, tenho a obrigação de obedecer fielmente aos interesses dos meus eleitores e os princípios de nossa Constituição, que nos obriga a buscar o diálogo, a cooperação e a paz. Por isso, peço, humildemente, ajuda para tentarmos reabrir a fronteira e normalizarmos as relações diplomáticas”, disse Mota.

O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, ainda disse que serão realizadas reuniões de trabalho para definir “as regras do jogo e segurança de ambos os povos”, que possibilitem a reabertura dos postos fronteiriços o mais rápido possível.

*Com informações da assessoria do parlamentar

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247