Maia diz que não vai pautar projeto de nepotismo para embaixador

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirma que não pretende pautar no plenário o projeto que torna nepotismo o presidente da República nomear parentes para embaixadas. A medida atingiria diretamente a indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para ocupar a embaixada do país nos EUA

(Foto: Agência Câmara)

247 - A Comissão de Trabalho da Câmara pretende votar na próxima quarta (14) projeto que torna nepotismo indicar parentes para cargo de ministro ou embaixador.

Mas caso a proposta seja aprovada, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM}-RJ), afirma que não pretende pautar no plenário. A medida atinge diretamente a indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para ocupar a embaixada do país nos EUA, como quer Jair Bolsonaro.

Segundo o texto, fica proibida “a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau” para cargos de ministro e chefe de missão diplomática permanente.

De acordo com reportagem da Época, Maia tem afirmado a interlocutores que este não é o momento para pautar a proposta.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247