Manifestações pró-Bolsonaro dividem os grupos de extrema-direita

As divisões internas no bolsonarismo são cada vez mais intensas e fratricidas. Os grupos de extrema-direita que compõem o entorno político mais próximo do presidente estão em disputa autofágica e em profundas divergências em torno dos atos políticos convocados para o próximo domingo (26)

Manifestações pró-Bolsonaro dividem os grupos de extrema-direita

247 - As divisões internas no bolsonarismo são cada vez mais intensas e fratricidas. Os grupos de extrema-direita que compõem o entorno político mais próximo do presidente estão em disputa autofágica e em profundas divergências em torno dos atos políticos convocados para o próximo domingo (26).

Nota publicada pela coluna Painel do jornal Folha de S.Paulo, informa que a convocação de manifestações pró-Bolsonaro e contra o Congresso e o STF aumentou esse conflito interno. A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), uma das expoentes do golpe de 2016 e do bolsonarismo, foi chamada de traidora porque discordou publicamente da convocação das manifestações. O MBL, do deputado federal Kim Kataguiri (foto), que apoiou o presidente no segundo turno, tornou-se alvo de fake news.

Segundo a coluna, também o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, enviou um áudio a deputados discordando das manifestações: "Particularmente sou contra. Nosso presidente foi eleito legitimamente, por que botar em jogo uma pergunta popular se é a favor ou contra ele?".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

247 faz apelo por debate responsável na internet

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247