Marcos Pontes mente ao anunciar como obra de Bolsonaro ação realizada por Dilma

"Astronauta", como é chamado por Bolsonaro, anunciou com pompa destinação de R$ 2 milhões e a reinauguração da base brasileira na Antártica, que foi destruída por incêndio em 2012 e teve projeto de reconstrução contratado ainda no governo Dilma, ao custo de US$ 99,7 milhões

(Foto: ABr | 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Forum - O ministro da Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, divulgou fake news nas suas redes sociais nesta segunda-feira (13) capitalizando para o chefe, Jair Bolsonaro, os dividendos da obra de reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz, que foi contratada em 31 de agosto de 2015, durante o governo Dilma Rousseff (PT). A informação consta no site da Marinha Brasileira.

Entre vídeos e imagens da estação no Twitter, Marcos Pontes diz que em 2019 o governo Jair Bolsonaro colocou R$ 2 milhões em recursos na base brasileira e anunca com pompas a reinauguração da Estação, que foi destruída por um incêndio na madrugada do dia 25 de fevereiro de 2012.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247