Marina ataca ordem jurídica para tentar manter Lula preso

Marina Silva saiu de seu silêncio habitual para se manifestar contra libertação de Lula; em nota em sua página no Facebook, a pré-candidata da Rede à Presidência, manifestando completo desconhecimento jurídico, afirmou que o desembargador Rogério Favreto não teria legitimidade para decidir

Marina ataca ordem jurídica para tentar manter Lula preso
Marina ataca ordem jurídica para tentar manter Lula preso (Foto: DIDA SAMPAIO/Agência Estado)

247 - Marina Silva saiu de seu silêncio habitual para se manifestar contra libertação de Lula. Em nota em sua página no Facebook, a pré-candidata da Rede à Presidência, manifestando completo desconhecimento jurídico, afirmou que o desembargador Rogério Favreto não teria legitimidade para decidir.

Leia a íntegra da nota de Marina: "Acompanho com atenção e preocupação o desenrolar dos últimos acontecimentos. O estado de Direito é pilar da Democracia e a observância às normas e regras processuais é o caminho pela qual é possível legitimar a proteção jurídica a quem quer que seja. A atuação excepcional de magistrado, durante um plantão judicial de fim de semana, não sendo o juiz natural da causa, não deveria provocar turbulências políticas que coloquem em dúvida a própria autoridade das decisões judiciais colegiadas, em especial a do Supremo Tribunal Federal."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247