Membros da Lava Jato pagaram mais de R$ 3 milhões em diárias e passagens a 5 procuradores

A operação Lava Jato gastou R$ 7,5 milhões em diárias e passagens ao longo de sete anos. Mais de R$ 3 milhões foram pagos a cinco procuradores. O que mais recebeu diárias foi Januário Paludo. Foram R$ 712.113,87 em 699 diárias

Procurador Januário Paludo e o MPF-PR, onde fica a sede da extinta Lava Jato
Procurador Januário Paludo e o MPF-PR, onde fica a sede da extinta Lava Jato (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A operação Lava Jato gastou R$ 7,5 milhões em diárias e passagens ao longo de sete anos. Do valor total, mais de R$ 3 milhões foram pagos em diárias a cinco procuradores, além dos salários, que giram em torno de R$ 30 mensais. Esses mesmos procuradores somaram mais R$ 734.812,03 em passagens, o que representou 40% do total. Foi o que apontaram dados foram obtidos pelo Poder360 via Lei de Acesso à Informação (LAI). No total, foram pagas 5.864 diárias ao longo desse período. 

O procurador que mais recebeu diárias foi Januário Paludo. Foram R$ 712.113,87 em 699 diárias. O valor soma-se a R$ 165.142,75 pagos em passagens - aéreas, de ônibus ou pagas para ele usar seu próprio carro no deslocamento. 

Depois aparecem Antonio Carlos Welter (R$ 667.332,31 em 645,5 diárias e R$ 246.869,51 em passagens) e Orlando Martello Junior (R$ 609.396,56 em 604,5 diárias e R$ 154.147,25 em passagens). 

Em quarto lugar ficou o procurador Diogo Castor de Mattos, R$ 545.114,53 em 596 diárias e R$ 25.054,49 em passagens. E na quinta posição, Carlos Fernando dos Santos Lima, com 524 diárias totalizando R$ 505.945,81 e R$ 143.598,03 em passagens. Ele se aposentou em março de 2019.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email