Militares tentaram impedir que Bolsonaro fizesse pronunciamento irresponsável e insano na TV

Integrantes do núcleo militar do governo tentaram impedir Jair Bolsonaro de fazer o pronunciamento irresponsável e insano que foi ao ar em rede nacional de TV na noite desta terça-feira. Foram vencidos pela ala ideológica de extrema-direita

(Foto: Carolina Antunes/PR)

247 - O pronunciamento radicalizado de Jair Bolsonaro em rede nacional de TV que chocou a maioria da população, provocou novos panelaços de protesto e abriu nova crise política com o Congresso Nacional,  não é consenso no governo e não teve a anuência de ministros. O núcleo militar do governo tentou dissuadir o chefe do Executivo de usar aquele conteúdo e tom. 

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, a radicalização do discurso adotada por Bolsonaro foi sugerida pelo gabinete do ódio do Palácio do Planalto, trincheira da ala ideológica de extrema-direita.  .

O objetivo da fala foi tentar polarizar o eleitorado bolsonarista para defender o governo. 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247