Ministério da Saúde atua para impedir que São Paulo comece vacinação antes do governo federal

Enquanto o governador de São Paulo, João Doria, anunciava os dados sobre a eficácia da Coronavac, o Ministério da Saúde informava estados sobre previsão de chegada da vacina de Oxford

Eduardo Pazuello e João Doria
Eduardo Pazuello e João Doria (Foto: Carolina Antunes/PR | GOVSP)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Enquanto o governador de São Paulo, João Doria anunciava a eficácia da Coronavac, o Ministério da Saúde, em reunião com técnicos dos estados, passou a orientação para que estejam preparados para receber na última semana do mês as 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford, importadas da Índia e detalhou quantas doses cada estado vai receber. 

Ficou claro o objetivo de iniciar, mesmo que em escala diminuta a imunização antes de São Paulo, mas aliados de Doria não creem que o governo federal conseguirá largar na frente, informa o Painel da Folha de S.Paulo. Assim, o governo paulista mantém a data de 25 de janeiro para começar a vacinação.

O governo federal, por seu turno, alimenta a expectativa de começar a vacinação em pequena escala no dia 20.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email