Ministro da Justiça afirma que tentativa de ataque hacker ao TSE não afetou 'lisura' da eleição

Segundo ministro da Justiça, André Mendonça, a Polícia Federal está acompanhando junto ao tribunal as tentativas de ataques hacker ao sistema

Ministro da Justiça, André Mendonca, fala à imprensa no Centro Integrado de Comando e Controle (CICN). 15/11/2020
Ministro da Justiça, André Mendonca, fala à imprensa no Centro Integrado de Comando e Controle (CICN). 15/11/2020 (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Justiça, André Mendonça, afirmou neste domingo, 15, que não existe “qualquer indicativo” de que a tentativa de ataque hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afetou a lisura das eleições municipais. Segundo ele, a Polícia Federal está acompanhando junto ao tribunal as tentativas de ataques hacker ao sistema.

“A Polícia Federal tem trabalhado em perfeita sintonia com toda área de tecnologia da informação do TSE, com troca de informações que auxiliam praticamente em tempo real, e não há qualquer indicativo de prejuízo ao pleito eleitoral”, afirmou.

Ele também disse que um vazamento de dados de funcionários do TSE ocorrido neste domingo era de informações antigas e está sob investigação.

“Sobre a questão do vazamento de dados. A PF está investigando. Dentro dessa investigação já se sabe que os dados divulgados são antigos, do ano de 2001, e que o acesso a esses dados foi antes de 23 de outubro deste ano. A PF está em busca deste autor do acesso a esses dados antigos”, declarou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email