Ministro da Justiça nega interferência de Bolsonaro na PF: "autonomia total"

"A minha interferência e do governo Bolsonaro é cobrar dos senhores os resultados. Cobrar autonomia, responsabilidade", falou André Mendonça, ministro da Justiça

Ministro da Justiça, André Mendonça
Ministro da Justiça, André Mendonça (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Justiça, André Mendonça, negou nesta sexta-feira (26) que Jair Bolsonaro ou integrantes do governo interfiram politicamente na Polícia Federal, de acordo com a Folha de S. Paulo.

“À Polícia Federal autonomia total. A minha interferência e do governo Bolsonaro é cobrar dos senhores os resultados. Cobrar autonomia, responsabilidade. Cobrem apoio, incentivo, capacitação, estrutura. Demos passos importantes neste mês, com a reestruturação das funções, reconhecimento”, disse o ministro.

Tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) um inquérito que apura uma possível interferência de Bolsonaro na PF.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247