Ministro do STJ converte prisão do pastor Everaldo, presidente do PSC, de temporária para preventiva

Decisão que converteu de temporária para preventiva a prisão de pastor Everaldo foi tomada pelo ministro do STJ Benedito Gonçalves com base em um pedido feito pela PGR

Pastor Everaldo
Pastor Everaldo (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), converteu de temporária para preventiva a prisão de pastor Everaldo. Com a decisão proferida na última sexta-feira (4), o presidente do PSC fica detido por tempo indeterminado.

Everaldo foi preso no último dia 28, na mesma operação que levou ao afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). As investigações apontam o envolvimento dele em esquema de corrupção na área da saúde.

Gonçalves atendeu a um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR). A prisões temporárias têm prazo de cinco dias, prorrogáveis por mais cinco. Já as prisões preventivas não têm prazo para terminar.

Leia a íntegra na Fórum. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email