Moro defende prisão em 2ª instância, mas diz que decisão do STF “será respeitada”

O ministro Sérgio Moro (Justiça) voltou a defender a manutenção da prisão após condenação em segunda instância. De acordo com o titular da pasta, nem sempre o Judiciário toma decisões com as quais ele concorda, mas que qualquer determinação do Supremo "será respeitada". O STF analisa o assunto nesta quarta-feira (23)

(Foto: Adriano Machado - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, voltou a defender a manutenção da prisão após condenação em segunda instância. O Supremo Tribunal Federal analisa o assunto nesta quarta-feira (23). 

"Isso é essencialmente importante, porque, assim, no fundo, o processo tem de ser eficiente, tem de terminar. E como ele tem de terminar? O inocente ser absolvido e o culpado condenado, arcando com as consequências. Quando isso não acontece, evidentemente o sistema não está funcionando bem. Particularmente, acho esse precedente do ministro Teori (Zavascki , morto em 2017) essencial e extremamente importante", afirmou o ex-juiz em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha.

De acordo com o titular da pasta, nem sempre o Judiciário toma decisões com as quais ele concorda, mas que qualquer determinação do Supremo "será respeitada". "Estou observando com atenção a decisão que o Supremo Tribunal Federal vai proferir. Evidentemente, qualquer decisão que for tomada será respeitada", disse. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247