Moro defende prisão em 2ª instância, mas diz que decisão do STF “será respeitada”

O ministro Sérgio Moro (Justiça) voltou a defender a manutenção da prisão após condenação em segunda instância. De acordo com o titular da pasta, nem sempre o Judiciário toma decisões com as quais ele concorda, mas que qualquer determinação do Supremo "será respeitada". O STF analisa o assunto nesta quarta-feira (23)

(Foto: Adriano Machado - Reuters)

247 - O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, voltou a defender a manutenção da prisão após condenação em segunda instância. O Supremo Tribunal Federal analisa o assunto nesta quarta-feira (23). 

"Isso é essencialmente importante, porque, assim, no fundo, o processo tem de ser eficiente, tem de terminar. E como ele tem de terminar? O inocente ser absolvido e o culpado condenado, arcando com as consequências. Quando isso não acontece, evidentemente o sistema não está funcionando bem. Particularmente, acho esse precedente do ministro Teori (Zavascki , morto em 2017) essencial e extremamente importante", afirmou o ex-juiz em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha.

De acordo com o titular da pasta, nem sempre o Judiciário toma decisões com as quais ele concorda, mas que qualquer determinação do Supremo "será respeitada". "Estou observando com atenção a decisão que o Supremo Tribunal Federal vai proferir. Evidentemente, qualquer decisão que for tomada será respeitada", disse. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247