MP pede investigação sobre insumos para a produção de cloroquina pelo governo Bolsonaro

O Ministério Público pediu ao TCU investigações sobre eventual superfaturamento na compra de insumos para a produção da cloroquina no País. A compra do insumo, da Índia, não teve licitação e custou seis vezes mais que o valor pago pelo Ministério da Saúde no ano passado, informou o MP. Deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ)criticou Jair Bolsonaro

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro e cloroquina
Jair Bolsonaro e cloroquina (Foto: REUTERS/Adriano Machado | REUTERS/Diego Vara)


247 - O subprocurador-geral do Ministério Público (MP), Lucas Furtado, pediu junto ao Tribunal de Contas União (TCU) investigações com o objetivo de apurar se houve superfaturamento na compra de insumos para a fabricação dos comprimidos de cloroquina pelo Exército. De acordo com o documento, o processo também apura a responsabilidade direta de Jair Bolsonaro na decisão de aumentar expressivamente a produção de cloroquina "sem que haja comprovação médica ou científica de que o medicamento seja útil para o tratamento da covid-19".

A compra do insumo, adquirido da Índia, foi feita sem licitação e custou seis vezes mais que o valor pago pelo Ministério da Saúde no ano passado. Segundo o MP, a produção do remédio aumentou 84 vezes nos últimos meses na comparação com o mesmo período do ano passado.

"Todo estudo científico produzido relatava a ineficácia da droga contra a covid", disse Furtado em entrevista à DW Brasil sobre a motivação do processo. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Se as irregularidades sejam comprovadas, Bolsonaro pode sofrer diversas sanções, como multas e pagamento pelo dano causado. "Os responsáveis (devem ser) penalizados na forma da lei, especialmente se há suspeitas de superfaturamento na aquisição de insumos", pontua o documento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email