Novo diretor-geral da PF vai mudar chefia da Lava Jato

Novo diretor-geral da PF, Fernando Segóvia, pretende mudar a chefia do setor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da instituição; departamento é responsável pelo comando de todas as operações do país, entre elas a Lava-Jato. Nesta segunda-feira, Segóvia viajou ao Espírito Santo para formalizar o convite para que Eugênio Rica, que onde comanda a Secretaria de Controle e Transparência no Estado, assuma o posto; Segóvia e Ricas já tauram juntos entre 2009 e 2011, quando o novo diretor-geral respondia pela superintendência da PF no Maranhão; Segóvia foi indicado para a chefia da PF pelo ministro Eliseu Padilha, investigado pela Lava Jato  

Novo diretor-geral da PF, Fernando Segóvia, pretende mudar a chefia do setor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da instituição; departamento é responsável pelo comando de todas as operações do país, entre elas a Lava-Jato. Nesta segunda-feira, Segóvia viajou ao Espírito Santo para formalizar o convite para que Eugênio Rica, que onde comanda a Secretaria de Controle e Transparência no Estado, assuma o posto; Segóvia e Ricas já tauram juntos entre 2009 e 2011, quando o novo diretor-geral respondia pela superintendência da PF no Maranhão; Segóvia foi indicado para a chefia da PF pelo ministro Eliseu Padilha, investigado pela Lava Jato
 
Novo diretor-geral da PF, Fernando Segóvia, pretende mudar a chefia do setor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da instituição; departamento é responsável pelo comando de todas as operações do país, entre elas a Lava-Jato. Nesta segunda-feira, Segóvia viajou ao Espírito Santo para formalizar o convite para que Eugênio Rica, que onde comanda a Secretaria de Controle e Transparência no Estado, assuma o posto; Segóvia e Ricas já tauram juntos entre 2009 e 2011, quando o novo diretor-geral respondia pela superintendência da PF no Maranhão; Segóvia foi indicado para a chefia da PF pelo ministro Eliseu Padilha, investigado pela Lava Jato   (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, pretende mudar a chefia do setor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da instituição. O departamento é responsável pelo comando de todas as operações do país, entre elas a Lava-Jato. Nesta segunda-feira, Segóvia viajou ao Espírito Santo para formalizar o convite para que Eugênio Rica, que onde comanda a Secretaria de Controle e Transparência no Estado, assuma o posto.

Na hierarquia da PF, Ricas substituirá o atual diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado, Maurício Leite Valeixo. Segóvia e Ricas já tauram juntos entre 2009 e 2011, quando o novo diretor-geral respondia pela superintendência da PF no Maranhão. Na ocasião, Ricas era considerado o braço-direito de Segóvia.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247