Odebrecht vai mirar 175 deputados e senadores

Delação que está sendo negociada pela empreiteira de Marcelo Odebrecht com os procuradores da Lava Jato envolve nada menos que um terço do Congresso Nacional; isso sem incluir os sem-mandato; até agora, os advogados da empresa citaram exatamente os nomes de 175 deputados federais e senadores; conforme o 247 já havia noticiado, também devem ser envolvidos o presidente interino Michel Temer e 13 governadores

Delação que está sendo negociada pela empreiteira de Marcelo Odebrecht com os procuradores da Lava Jato envolve nada menos que um terço do Congresso Nacional; isso sem incluir os sem-mandato; até agora, os advogados da empresa citaram exatamente os nomes de 175 deputados federais e senadores; conforme o 247 já havia noticiado, também devem ser envolvidos o presidente interino Michel Temer e 13 governadores
Delação que está sendo negociada pela empreiteira de Marcelo Odebrecht com os procuradores da Lava Jato envolve nada menos que um terço do Congresso Nacional; isso sem incluir os sem-mandato; até agora, os advogados da empresa citaram exatamente os nomes de 175 deputados federais e senadores; conforme o 247 já havia noticiado, também devem ser envolvidos o presidente interino Michel Temer e 13 governadores (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Advogados da Odebrecht citaram até o momento aos investigadores da Operação Lava Jato os nomes de nada menos que 175 deputados federais e senadores envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras – um terço do Congresso Nacional.

O número foi divulgado pelo colunista Lauro Jardim, do Globo, neste sábado. Na última quinta-feira 16, a jornalista Tereza Cruvinel, do 247, já havia dado uma dimensão do tamanho que deve ter a denúncia da empreiteira.

Segundo ela, também serão envolvidos nos depoimentos o presidente interino, Michel Temer – que terá sua segunda citação, depois da menção do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado – e ainda 13 governadores.

O acordo de delação da empresa de Marcelo Odebrecht, que está preso, concorre com a de Léo Pinheiro, da OAS. Procuradores têm dito que só há espaço para uma das duas, e por isso os acertos não foram concluídos ainda.

PUBLICIDADE

Até agora, as delações da Lava Jato já derrubaram três ministros de Temer em pouco mais de um mês de mandato. Aparentemente, muita bomba ainda está por vir.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email