Olavo de Carvalho perde ação na Justiça contra Caetano Veloso

Na queixa-crime, o guru do governo Bolsonaro, Olavo de Carvalho alegou que Caetano teve "má-fé" na interpretação de suas palavras em artigo publicado na Folha; o juiz lembrou que "a crítica e o consequente embate de ideias são protegidos e, mesmo, garantidos pela Constituição, que os quer livres"

Olavo de Carvalho perde ação na Justiça contra Caetano Veloso
Olavo de Carvalho perde ação na Justiça contra Caetano Veloso (Foto: Reprodução / Wikipedia)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - O juiz José Zoéga Coelho, do Juizado Especial Criminal de São Paulo, absolveu "sumariamente", na última terça-feira (11), o cantor e compositor Caetano Veloso das acusações de ofensa à honra de Olavo de Carvalho, escritor e guru do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O escritor ajuizou a ação em fevereiro deste ano, alegando que Caetano, em artigo publicado na "Folha" em outubro do ano passado, havia praticado contra ele os crimes de "calúnia, injúria e difamação".

No artigo, Caetano criticava post feito por Olavo às vésperas do segundo turno das eleições, apontando um "autoritarismo matador", além de descrever o escritor como um "sub-Heidegger do nosso sub-Hitler".

Confira a íntegra da reportagem na Revista Fórum.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247