Operação Verde-Brasil: Mourão tira Forças Armadas da fiscalização da Amazônia

O vice-presidente, general Hamilton Mourão, vai se reunir com quinze ministros de estados em uma reunião do Conselho da Amazônia. A fiscalização de crimes ambientais voltará ao comando do Ibama e do ICMBio

Hamilton Mourão
Hamilton Mourão (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-presidente, general Hamilton Mourão, vai se reunir com quinze ministros de estados em uma reunião do Conselho da Amazônia, segundo a CNN

Isso ocorre após reunião ministerial chefiada por Jair Bolsonaro, da qual o general foi excluído - no novo capítulo da crise entre Bolsonaro e seu vice.

Segundo a reportagem, Mourão irá informar que as Forças Armadas deixarão de comandar a operação de fiscalização da Amazônia a partir de 30 de abril (Operação Verde-Brasil 2).

“Estamos preparando um prosseguimento com ênfase nas agências civis. Será divulgado amanhã após a reunião do Conselho”, disse Mourão a CNN

Com o fim da operação, a fiscalização de crimes ambientais volta ao comando do Ibama e do ICMBio - vinculados ao Ministério do Meio Ambiente.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email