Pastores orientam indígenas da Amazônia a não se vacinarem contra Covid-19

Segundo relatos, líderes evangélicos afirmam aos povos tradicionais que o imunizante "vem junto com um chip, que tem o número da besta"

(Foto: Raquel Uendi/ISA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Assistentes sociais e ativistas das causas indígenas denunciaram ao jornal Deutsche Welle Brasil, em reportagem publicada nesta sexta-feira (29), que pastores e membros de igrejas evangélicas têm orientado moradores da Terra Indígena Araribóia, na Amazônia maranhense, a não se vacinarem contra a Covid-19.

Segundo eles, o imunizante “não é de Deus”. As mentiras sobre a vacina estão sendo disseminadas através de áudios e vídeos pelo celular.

“Eles [líderes evangélicos] estão dizendo que [a vacina] vem junto com um chip, que tem o número da besta, que vira jacaré?”, conta uma assistente social ao jornal.

“Há pastores orientando os parentes [como indígenas se chamam] para que não tomem a vacina, porque ‘não é de Deus'”, afirma Nara Baré, coordenadora-geral da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab).

Continue lendo na Fórum

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email