Paulo Guedes teme que ofensiva golpista contra Congresso afete suas reformas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, teme que as tensões entre seu chefe, Jair Bolsonaro, e o Congresso Nacional, agravadas pela ameaça golpista que o próprio titular do Planalto divulgou ao convocar as manifestações de 15 de março, afetem o ritmo de tramitação das reformas

Paulo Guedes, plenário da Câmara dos Deputados e Jair Bolsonaro
Paulo Guedes, plenário da Câmara dos Deputados e Jair Bolsonaro (Foto: ABr | Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Paulo Guedes e sua equipe econômica temem que o agravamento da crise entre Jair Bolsonaro e o Congresso Nacional, que está no foco das ameaças de golpe, prejudique a tramitação das reformas econômicas. A luz amarela foi acesa com a convocação que o próprio Jair Bolsonaro fez das manifestações de 15 de março, que têm como palavra de ordem “Fora Maia, Fora Alcolumbre".

A reação do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), preocupou a equipe econômica de Paulo Guedes.

A visão na equipe do ministro da Economia é que atritos como esse têm potencial para atrasar o ritmo de tramitação das reformas, pois as propostas dependem do empenho dos congressistas, informa a Folha de S.Paulo

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247