Perplexidade, diz Afrânio Silva Jardim sobre posição de Eduardo Bolsonaro após os 80 tiros no Rio

"Não estou dando conta diante de tantas asneiras e barbaridades", acrescentou o jurista, após o posicionamento do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre a morte de um inocente no Rio provocada por 80 tiros disparados pelo Exército; ao Guaíba News, o filho do presidente Jair Bolsonaro havia dito: "É lamentável e triste. Os policiais envolvidos já foram averiguados pelos seus superiores. Ninguém tem escrito na testa que é criminoso"

Perplexidade, diz Afrânio Silva Jardim sobre posição de Eduardo Bolsonaro após os 80 tiros no Rio
Perplexidade, diz Afrânio Silva Jardim sobre posição de Eduardo Bolsonaro após os 80 tiros no Rio (Foto: Dir.: em cima (Alex Ferreira - Câmara))

Por Afrânio Silva Jardim, em seu Facebook

ESTOU CONFUSO E TOMADO DE GRANDE PERPLEXIDADE. NÃO ESTOU DANDO CONTA DIANTE DE TANTAS ASNEIRAS E BARBARIDADES !!!

Os desatinos do governo federal e do governo do E.R.J. são tão numerosos e intensos que não consigo dar conta, não consigo tempo para denunciá-los e criticá-los.

Todos sabem o meu antagonismo a estes governos de direita, que flertam com o fascismo, que se utilizam de práticas e estratégicas fascistas. Daí a minha frustração de não poder contribuir para conscientização dos nossos leitores menos atentos.

Daí também a minha ansiedade, que resta desatendida, diante de tantas asneiras que são ditas e praticadas, diante de tantos disparates que são veiculados pelos meios de comunicação, principalmente, os alternativos.

Desta forma, fica até difícil selecionar o que deve ser postado nesta página. São tantos os absurdos, que fico até atormentado com a opção que devo fazer.

Na verdade, estamos vivendo um momento em que predomina a tolice, a mediocridade, o obscurantismo, a incompetência, a falta de conhecimento e cultura, etc., etc.

O projeto de lei, apresentado ontem, para institucionalizar e legalizar o ensino domiciliar é um excelente exemplo do que se disse acima...

Até parece que estamos vivendo um pesadelo interminável. Como isto pode estar acontecendo no Brasil, no século XXI ???

Que falar da excludente de pena, em casos de excesso doloso da legítima defesa do senhor Sérgio Moro? E do “abate” de supostos marginais armados, por tiros de “snipers”, que não estão necessariamente em legítima defesa, conforme estimulado pelo governador do E.R.J. ???

Como explicar a presença do presidente do S.T.F., ministro Toffoli, no almoço que os evangélicos ofereceram ao capitão truculento, no Rio de Janeiro, na quinta-feira passada. Para estar com esta insólita turma, Toffoli não participou dos julgamentos do plenário de seu tribunal !!! Faltou ao trabalho para quê ???
Aliás, como explicar um general de exército como seu assessor no S.T.F. ??? Que deve estar fazendo o graduado militar em um tribunal civil ???

Enfim, ninguém tem tempo para esmiuçar esta situação caótica que estamos vivendo. Seria preciso uma equipe numerosa para cumprir esta importante missão de esclarecimento, pois a opinião pública não é corretamente informada pela grande mídia empresarial.

Por ora, sem precisar dizer nada além de que, no Estado Democrático de Direito, o que deve ser presumida é a inocência das pessoas, como está dito na Constituição Federal, publico uma matéria onde fica retratada a imbecilidade de um dos filhos do capitão truculento.

Tendo em vista o “brilhante” raciocino do “truculentinho”, eu vou fazer mais uma tatuagem. Agora, na minha testa, vou escrever que não sou criminoso. Assim, se o “sniper” souber ler e tiver uma boa visão, eu não serei abatido ... (rs)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247