PF diz a Bolsonaro que autor de facada agiu só

Diretor-geral da PF, e o superintendente da PF instituição em Minas Gerais, delegado Cairo Costa Duarte, informaram ao presidente Jair Bolsonaro que, até o momento, não existem evidências da participação de outras pessoas além do servente de pedreiro Adélio Bispo de Oliveira na agressão a faca de que ele foi vítima durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG); Bolsonaro, contudo, vem acusando continuadamente o PSOL de estar por trás do atentado

PF diz a Bolsonaro que autor de facada agiu só
PF diz a Bolsonaro que autor de facada agiu só

247 - O diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo, e o superintendente da PF em Minas Gerais, delegado Cairo Costa Duarte, informaram ao presidente Jair Bolsonaro que, até o momento, não existem evidências da participação de outras pessoas além do servente de pedreiro Adélio Bispo de Oliveira na agressão a faca de que ele foi vítima durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG). Bolsonaro, contudo, vem acusando continuadamente o PSOL de estar por trás do atentado.

Nesta segunda-feira (25), Bolsonaro participou de uma reunião com os dirigentes da PF, além do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro. No encontro, a PF informou, ainda, que o inquérito policial ainda não foi concluído, faltando concluir a análise de materiais que foram apreendidos com o advogado responsável pela defesa de Adélio.

Há duas semanas, Bolsonaro cobrou da PF uma solução para o atentado. Este é o segundo inquérito aberto pela Polícia Federal contra Adélio. No primeiro, apresentado 22 dias após o ataque, os investigadores apontaram que Adélio havia agido sozinho e que o atentado teria sido motivado por "inconformismo político.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247