PF suspeita que houve vazamento em operação que mirou bolsonaristas Zé Trovão e Sérgio Reis

As suspeitas surgiram após a análise dos celulares apreendidos no dia 20 de agosto do ano passado, dia da operação com suspeita de vazamento

www.brasil247.com - Zé Trovão e Sérgio Reis
Zé Trovão e Sérgio Reis (Foto: Reprodução)


247 - A Polícia Federal colheu indícios de que bolsonaristas acusados de ter organizado atos antidemocráticos durante as comemorações do 7 de setembro do ano passado souberam com antecedência que seriam alvos de uma operação, informa reportagem do portal O Globo.

De acordo com a reportagem, um dos suspeitos, o ex-deputado Sérgio Reis apagou o aplicativo de troca de mensagens Whatsapp antes da ação. Outro, o ativista Juliano Martins previu o número de alvos que receberiam a visita da PF dias depois, além da identidade de alguns deles.

A reportagem ainda informa que as suspeitas surgiram após a análise dos celulares apreendidos no dia 20 de agosto do ano passado, dia da operação com suspeita de vazamento. As informações constam em relatórios elaborados no inquérito sobre os atos antidemocráticos do 7 de setembro do ano passado e vêm a público no momento em que o presidente Jair Bolsonaro convoca apoiadores para novos atos previstos para o Dia da Independência deste ano.

Naquele dia 20 de agosto, a PF cumpriu mandados de busca e apreensão contra dez alvos, dentre eles Sérgio Reis e o líder caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé Trovão. Cinco dias antes da ação, em 15 de agosto, o militante bolsonarista Juliano Martins, organizador dos atos do Dia da Independência, trocou mensagens com um interlocutor e escreveu que já tinha conhecimento de que dez integrantes do grupo, entre eles Sérgio Reis e Zé Trovão, seriam alvo de uma operação policial.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247