PML: Lula está sereno, pois sabe muito bem o seu papel na história

O jornalista Paulo Moreira Leite aposta na força do ex-presidente Lula para resistir os dias de cárcere;  “Lula tem uma trajetória única, construiu esse vigor através do amor do povo, ele não se sente um prisioneiro qualquer, sabe bem do seu papel na história e isso dá serenidade. Ele transformou-se em ideia”, ressalta; Assista a íntegra do programa Boa Noite 247 

O jornalista Paulo Moreira Leite aposta na força do ex-presidente Lula para resistir os dias de cárcere;  “Lula tem uma trajetória única, construiu esse vigor através do amor do povo, ele não se sente um prisioneiro qualquer, sabe bem do seu papel na história e isso dá serenidade. Ele transformou-se em ideia”, ressalta; Assista a íntegra do programa Boa Noite 247 
O jornalista Paulo Moreira Leite aposta na força do ex-presidente Lula para resistir os dias de cárcere;  “Lula tem uma trajetória única, construiu esse vigor através do amor do povo, ele não se sente um prisioneiro qualquer, sabe bem do seu papel na história e isso dá serenidade. Ele transformou-se em ideia”, ressalta; Assista a íntegra do programa Boa Noite 247  (Foto: Lais Gouveia)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

TV 247 - O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (18) analisou os últimos acontecimentos da conjuntura política, em destaque a mensagem divulgada do ex-presidente Lula à militância.

Nesta quarta-feira (18) o ex-presidente Lula mandou recado para resistência no acampamento Lula Livre, em Curitiba: “Por vocês valeu a pena nascer e por vocês valerá a pena morrer”.

O jornalista Paulo Moreira Leite analisa a mensagem com tom de otimismo. “Lula tem uma trajetória única, construiu essa força através do amor do povo, ele não se sente um prisioneiro qualquer, sabe muito bem do seu papel na história e isso dá serenidade. Ele transformou-se em ideia”, ressalta. 

A juíza federal Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, negou na tarde desta quarta-feira 18 um pedido feito pelo argentino Adolfo Pérez Esquivel, Prêmio Nobel da Paz, para inspecionar as instalações dos presos na Polícia Federal em Curitiba, onde está o ex-presidente Lula. Esquivel fez o pedido na condição de presidente de Organismo de Tutela Internacional dos Direito Humanos (SERPAJ).

O jornalista Alex Solnik condenou a decisão. “É um absurdo, nenhuma juíza pode proibir a visita de um Nobel da Paz, é uma vergonha para o Brasil. Eu me sinto muito constrangido”, lamenta.

 

Inscreva-se na tv 247 e confira o programa Boa Noite 247 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247