PoderData: rejeição a Bolsonaro sobe sete pontos e chega a 48%

Com a desaprovação nas alturas, Bolsonaro volta ao pior nível de avaliação do seu governo desde o começo do mandato. O fim do auxílio emergencial e a suspensão da vacinação contra Covid-19 em várias partes do país impactam negativamente na imagem de sua gestão

(Foto: REUTERS / Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A rejeição ao governo Jair Bolsonaro voltou a subir e alcançou o patamar de 48%, segundo pesquisa do PoderData divulgada nesta quarta-feira (17). Tal nível, o recorde de desaprovação da atual gestão, não era visto desde junho de 2020, quando o índice chegou aos mesmos 48%.

A taxa daqueles que avaliam o governo federal como "ruim/péssimo" subiu sete pontos percentuais nos últimos 15 dias, quando a rejeição era de 41%.

Houve queda de quatro pontos percentuais entre aqueles que avaliam a gestão como "regular": de 22% para 18%.

Aqueles que consideram o governo "ótimo/bom" representam 31%, mantendo-se dentro da margem de erro do levantamento se comparados aos números de duas semanas atrás.

A pesquisa aponta dois fatores para o aumento da rejeição a Bolsonaro: o término do auxílio emergencial e a suspensão da vacinação contra Covid-19 em diversas partes do país.

O levantamento foi realizado entre 15 e 17 de fevereiro de 2021.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email