Pouco antes da PF fazer operação contra hackers, Guedes sugeriu que prefeito de Araraquara poderia ser preso

Ministro da Economia, Paulo Guedes, fez ameaças veladas ao prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), durante evento no Palácio do Planalto,, minutos antes da operação da PF prender o suposto grupo de hackers que teria invado os celulares de autoridades e de membros do primeiro escalão do governo; “Ele vai preso”, teria dito Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes
O ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez ameaças veladas ao prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), durante o evento de  do plano de saques do FGTS, no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (23), minutos antes da operação da Polícia Federal prender osuposto grupo de hackers que teria invado os celulares do ex-juiz e atual ministro da República, Sérgio Moro, e outros integrantes da Lava Jato.  

Na ameaça, Guedes citou a prefeitura de Araraquara como exemplo de municípios cujos gestores têm “dificuldades” com as verbas “carimbadas”, que só podem ser empregadas com finalidades específicas e que se Edinho usar o recurso destinado a compra de uniforme escolar para adquirir ambulância, “ele vai preso”. 

De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, A afirmação do ministro foi feita pouco antes da PF prender os quatro supostos hacker em Araraquara. Edinho Silva foi ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência no governo da presidente deposta Dilma Rousseff (PT), entre 2015 e 2016, além de ter sido tesoureiro da campanha e que ela disputou a reeleição.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247