PSB culpa o PT pela divisão da esquerda nas eleições municipais

'Esse prejuízo das esquerdas não irem unidas não é nosso, é do senhor Lula da Silva', diz Carlos Siqueira, presidente do PSB, temeroso de que a candidata petista, Marília Arraes, neta do histórico líder de Pernambuco, Miguel Arraes, derrote o candidato a prefeito de sua legenda, João Campos

Lula aposta em Marília Arraes na eleição a prefeito em Recife (PE)
Lula aposta em Marília Arraes na eleição a prefeito em Recife (PE) (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Parte da esquerda adiantou avaliações sobre os resultados das eleições municipais acentuando a divisão da esquerda. Para alguns dirigentes, os resultados não foram trágicos, mas também não foram bons. O presidente do PSB, Carlos Siqueira, culpa o "senhor Lula da Silva" pelo fato de o PT ter decidido lançar candidaturas próprias. 

A consequência imediata é que os partidos de esquerda não garantem apoiar uns aos outros no segundo turno. Isto também sinaliza mais divisão para as eleições presidenciais de 2022. 

Siqueira rejeita a afirmação de que seja obrigatório apoiar Guilherme Boulos (PSOL) em São Paulo, por exemplo. Márcio França, do seu partido, foi derrotado nas urnas e ficou fora do segundo turno. Ele diz que a palavra final é de França. "Esse prejuízo das esquerdas não irem unidas não é nosso", afirma.

Já o PDT, que cedeu Antônio Neto para ser vice de França, apoiar o PSOL, mas só vai anunciar definição depois do PSB. Representantes do partido vão se reunir nesta terça (17).

Em Porto Alegre, PDT e PSB avaliam optar por apoiar o MDB de Sebastião Melo. Um ponto que pesou foram queixas de Pompeu de Mattos e Juliana Brizola, do PDT, contra Manuela D'Ávila (PC do B). No Rio, os dois partidos devem se abster e não apoiar nenhum dos dois candidatos no segundo turno, informa o Painel.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247