PSDB adia reunião decisiva sobre destino de Aécio

O adiamento da decisão do STF sobre o pedido de prisão contra o senador afastado Aécio Neves fez com que o PSDB também adiasse a reunião decisiva sobre os rumos do partido, marcada inicialmente para esta quarta; os tucanos remarcaram para a semana que vem o encontro, que vai deliberar sobre a permanência de Aécio no comando da sigla; líderes do partido avaliam que é constrangedor tê-lo na presidência, ainda que afastado. Argumentam que, na atual situação, fica difícil sustentar um discurso de ética e renovação, em meio à profunda crise na sigla

Aecio neves e tasso Jereissati
Aecio neves e tasso Jereissati (Foto: Giuliana Miranda)

247 - A alta cúpula tucana decidiu remarcar a reunião decisiva sobre a permanência de Aécio Neves no comando do PSDB.

Após o adiamento do julgamento sobre pedido de prisão contra o senador, o PSDB remarcou para a próxima semana reunião da executiva que aconteceria nesta quarta-feira (21) sobre sua permanência no comando da sigla.

Embora oficialmente o PSDB use a festa de São João para justificar a mudança, nos bastidores, a sigla aguarda o julgamento do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre Aécio, que ficou para a próxima terça.

Após ser afastado do mandato de senador pela Justiça, há um mês, Aécio se licenciou do comando do PSDB.

A escolha de uma nova presidência dependeria, por exemplo, de sua renúncia ou de sua expulsão. Ainda que tucanos defendam reservadamente que Aécio renuncie, há resistência em criticá-lo publicamente em momento que consideram ser seu ocaso político.

Líderes do partido avaliam que é constrangedor tê-lo na presidência, ainda que afastado. Argumentam que, na atual situação, fica difícil sustentar um discurso de ética e renovação, em meio à profunda crise na sigla.

As informações são de reportagem de Thais Bilenky e Talita Fernandes na Folha de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247