PSDB reconduz Bruno Araújo à presidência da legenda e Doria sai derrotado

O governador de São Paulo João Doria tentava assumir a presidência do PSDB para aumentar o controle interno e impulsionar sua candidatura à presidência em 2022

(Foto: Pedro França/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Por unanimidade, a executiva do PSDB decidiu referendar os ofícios assinados pelos diretórios estaduais e pelas bancadas da Câmara e do Senado pela permanência de Bruno Araújo à frente da sigla.

A decisão representa uma derrota para o governador de São Paulo, João Doria, que pretendia assumir a presidência do PSDB como forma de aumentar seu poder interno e impulsionar sua candidatura à Presidência da República em 2022.

Além disso, a decisão aumenta o espaço político do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que tem sido incentivado por adversários de Doria a se lançar ao Planalto. 

A decisão também representa uma vitória do grupo liderado por Aécio Neves (PSDB-MG), que faz parte de uma ala que tem defendido maior aproximação com o governo de Jair Bolsonaro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email