PT pede que comissão da Câmara convoque ministros de Bolsonaro para explicarem acordo secreto de Itaipu

Deputado federal Arlindo Chinaglia solicitou, por meio de um requerimento à Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, que os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o de Minas e Energia, almirante Bento Costa Lima e Leite de Albuquerque, sejam convocados para prestar esclarecimentos sobre as cláusulas secretas do acordo de Itaipu que supostamente beneficiaria empresa ligada ao clã Bolsonaro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Arlindo Chinaglia (PT - SP) solicitou, por meio de um requerimento à Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, que os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o de Minas e Energia, almirante Bento Costa Lima e Leite de Albuquerque, sejam convocados para prestar esclarecimentos sobre as cláusulas secretas do acordo de Itaipu. 

A ata do acordo foi cancelada dois meses após ser assinada pelos governos do Brasil e do Paraguai, devido a existência de cláusulas que beneficiaram a empresa brasileira Leros, supostamente ligada à família de Jair Bolsonaro. No requerimento, Chinaglia destaca que “o documento, assinado sem divulgação à opinião pública pelos governos de Brasil e Paraguai, foi tornado público apenas dois meses após sua assinatura”.

A divulgação dos termos das cláusulas secretas do acordo resultou na renúncia do chanceler paraguaio e de funcionários ligados ao alto escalão do setor elétrico do país, além de resultar em uma grave crise politica que levou a oposição a pedir o impeachment do presidente Mario Abdo Benítez, acusado de “alta traição à Pátria”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247