PT vai ao MPF contra presidente da Petrobrás por preço do combustível

Os deputados afirmaram que a escalada do preço dos combustíveis no Brasil é fruto de uma prática abusiva adotada por escolha do governo Bolsonaro

www.brasil247.com - General Joaquim Silva e Luna.
General Joaquim Silva e Luna. (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Guilherme Amado, no Metrópoles - A bancada do PT na Câmara pediu nesta sexta-feira (3/12) que o MPF no Distrito Federal investigue o presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, por supostos crimes contra a ordem econômica e relações de consumo. Os deputados afirmaram que a escalada do preço dos combustíveis no Brasil é fruto de uma prática abusiva adotada por escolha do governo Bolsonaro.

“O Preço de Paridade de Importação é uma escolha de governo, instituída por Michel Temer e mantida por Jair Bolsonaro e pelo Presidente da Petrobras. Tal prática é abusiva e ilegal uma vez que eleva, sem justa causa, o preço do produto comercializado, em evidente afronta ao art. 39, X do Código de Defesa do Consumidor”, afirmou a representação.

Leia a íntegra no Metrópoles

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email