Querosene sobe e passagens aéreas devem 'decolar'

A dupla Temer-Meirelles anda maio esquecida por conta das eleições, mas sua herança devastadora continua produzindo efeitos igualmente devastadores; agora é a vez dos combustíveis para aviões; a alta no setor pode fazer disparar os preços das passagens, que já estavam altas por conta de uma série de decisões confusas e pró mercado do governo federal; o querosene de aviação, conhecido como QAV, superou os R$ 3,30 por litro no fim de agosto, já acrescido de impostos, segundo dados da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas)

Querosene sobe e passagens aéreas devem 'decolar'
Querosene sobe e passagens aéreas devem 'decolar' (Foto: Gianfranco Panda Beting)

247 - A dupla Temer-Meirelles anda maio esquecida por conta das eleições, mas sua herança devastadora continua produzindo efeitos igualmente devastadores. Agora é a vez dos combustíveis para aviões. A alta no setor pode fazer disparar os preços das passagens, que já estavam altas por conta de uma série de decisões confusas e pró mercado do governo federal. O querosene de aviação, conhecido como QAV, superou os R$ 3,30 por litro no fim de agosto, já acrescido de impostos, segundo dados da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas).

Segundo a reportagem do jornal Folha de S Paulo, "é o maior patamar pago pelas companhias aéreas desde 2002, quando a liberdade tarifária estava começando no Brasil. O reajuste do querosene é mensal. No ano passado, as companhias já tiveram um gasto extra com combustível de R$ 1,3 bilhão, segundo cálculos do setor. Mantida a tendência atual, o valor seguirá em alta."

A matéria ainda destaca que "mais de um terço do preço do bilhete corresponde ao combustível, segundo as companhias aéreas. As empresas estão segurando os reajustes para não comprometer a recuperação da demanda. No setor, o câmbio tem outro efeito: quando a moeda americana dispara, os passageiros adiam a compra da passagem."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247